Facebook abre o jogo e revela tudo o que você não pode publicar na rede social
24/04/2018 - 16h27 em Novidades

Nesta terça-feira (24), o Facebook resolveu publicar com mais detalhes suas diretrizes internas sobre o que pode e o que não pode ser publicado na plataforma, além de ampliar a possibilidade de o usuário apelar quando tem algum conteúdo removido.

 

Sim, os Padrões da Comunidade já explicavam essa questão, mas, nas palavras de Monika Bickert, vice-presidente global de políticas públicas da rede social, "hoje, estamos dando  um passo à frente ao publicar as diretrizes internas que usamos para cumprir esses padrões; e, pela primeira vez, estamos dando a você o direito de apelar às nossas decisões sobre postagens individuais para que você possa pedir uma segunda opinião quando achar que cometemos um erro".

 

Como são aplicadas as políticas do Facebook

A rede social tem 11 escritórios ao redor do mundo, com especialistas na análise de conteúdos, incluindo coisas como discursos de ódio, segurança infantil e terrorismo. "Para fazer conexões, as pessoas precisam saber que estão seguras, e o Facebook também deve ser um lugar onde as pessoas possam expressar suas opiniões livremente, ainda que algumas pessoas achem essas opiniões questionáveis", explica Bickert. 

 

Para isso, é preciso ter uma política interna bastante rígida de combate a discursos que vão além da mera opinião e partem para a ofensa, ou que evidenciem violências e imagens fortes que não são aceitas em uma plataforma tão ampla. Então, usa-se uma combinação de inteligência artificial e moderação humana para não somente varrer a rede social, mas também analisar as denúncias de usuários. Segundo a companhia, essa equipe de 7.500 revisores trabalha 24 horas por dia, 7 dias por semana, e atua em mais de 40 idiomas.

 

Mas afinal, o que pode e o que não pode ser postado no facebook?

 

Leia no Canaltech

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!