O que há em comum entre a tragédia que vitimou o mecânico arariense Irialdo Batalha e a morte do empresário barra-cordense Francisco Edinei Lima Silva
12/10/2017 - 10h34 em Novidades

O deputado federal Hildo Rocha fez nesta quarta-feira duro pronunciamento sobre a ação policial que culminou na morte do empresário Francisco Edinei Lima Silva, de 40 anos de idade. Conduzido para a delegacia em consequência do seu envolvimento num acidente de trânsito, o empresário não resistiu às condições degradantes do gaiolão onde ficou trancafiado por mais de 18 horas. “É mais uma barbárie praticada pela segurança pública do Estado do Maranhão”, enfatizou Hildo Rocha.

 

O parlamentar lembrou que não é a primeira vez que utiliza a tribuna da Câmara para denunciar atos bárbaros praticados pelo aparelho de segurança pública do Estado. “Todos lembram do caso Irialdo Batalha que também foi vítima do sistema policial comandado pelo governador Flávio Dino. Agora, outro cidadão de bem teve a vida tirada de forma cruel. O empresário foi colocado num gaiolão, ficou exposto ao sol que neste período chega até 40 graus. Ednei teve um pico de pressão alta e veio a falecer em função dessa barbárie praticada pelo Estado”, disse Hildo Rocha.

 

O que há em comum entre os dois casos?

Extensa lista de argumentos pode ser construída. O deputado Hildo Rocha, por exemplo, foi certeiro ao dizer que as mazelas, o descontrole, a ineficácia, a falência, o desastre que é o governo Dino decorre da cegueira do governador que só pensa em se reeleger. “Até hoje ele não assumiu o comando do governo. Ele não consegue comandar a segurança pública, é desrespeitado porque só vive fazendo política partidária, não governa o Estado, não sabe os problemas da segurança pública; não organiza a educação e a saúde pública do Maranhão é só viajando para fazer política partidária pensando na reeleição”, enfatizou.

 

Quem dera fosse apenas isso. Soberba; arrogância; prepotência; incapacidade; truculência; insensibilidade; falta de compromisso... Com achegada dos comunistas ao comando do Estado instalou-se no Maranhão as piores práticas administrativas que tem como objetivo aparelhar as instituições; intimidar cidadãos; perseguir adversários; disseminar mentiras; denegrir as pessoas e assassinar reputações, entre outras práticas nefastas.

 

“Com quase três anos no governo, Flávio Dino Culpa Roseana por ‘gaiolão’. Essa postagem do blog Atual7 escancara o cinismo que tem caracterizado o governo comunista. A excelente postagem do Atual7 encerra com a seguinte frase: E é nessa estratégia, de não se enxergar responsável pelo que ocorre em seu próprio governo, que ele quer ser reeleito”. Não precisa dizer mais nada.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!